Reabilitação urbana tem um “início de 2019 muito positivo”

 

 

A atividade de reabilitação urbana registou “um forte aumento de 27,2%” em janeiro em termos homólogos e de 1% face ao mês anterior. Também a carteira de encomendas cresceu de forma significativa no primeiro mês do ano.

Com um “início de 2019 muito positivo no segmento da reabilitação urbana”, os dados de janeiro confirmam a “tendência de crescimentos significativos observada nos últimos meses”, segundo o barómetro da Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN).

Também a evolução da carteira de encomendas das empresas no segmento da reabilitação urbana teve “um aumento significativo” em janeiro, tendo aumentado 40% em termos homólogos e 0,5% em cadeia (face a dezembro de 2018).

No que diz respeito à produção contratada em meses, ou seja, o tempo assegurado de laboração a um ritmo normal de produção, fixou-se em 9,5 meses em janeiro. Trata-se de um aumento de 3,2% face aos 9,2 meses registados no período homólogo.

 

Segundo a Lusa, em dezembro, o nível de atividade de reabilitação urbana aumentou 32,1% em termos homólogos, terminando o ano de 2018 com “um crescimento expressivo”, que foi acompanhado com “um crescimento robusto” da carteira de encomendas, que teve um aumento homólogo de 44,1%.

Os dados agora tornados públicos pela AICCOPN, relativos a janeiro, contrariam os resultados obtidos em outubro, que indicavam um crescimento de 18,2% da atividade de reabilitação urbana em termos homólogos, confirmando a “tendência de moderação, verificada nos últimos três meses”.

 Fonte: Idealista

Consulte os nossos especialistas.

7 + 8 =

Ligue-nos!

911 593 235

Fique a par das últimas novidades